30 de setembro de 2017

Ladeira


saio de saia 
animada 
deságuo na rua    
abril                 

de cara
o vento esbofeteia a janela
fechou
amêndoas trágicas se jogaram nos capôs

no meio
aquela árvore já começou a chorar suas pitangas 
pisoteadas
agora na sarjeta
              
esquino
já meio que triste 
meio que nua
patética

lamento não saber poemar tão dramática
tão poética assim

Nenhum comentário: